Gosto não se discute, se avalia.

•agosto 18, 2008 • 1 Comentário
Que cara feio, meu!

Que cara feio, meu!

Depois de muito tempo sem postar nada, hoje eu escreverei sobre a feiúra e sobre os gostos das pessoas.

Criou-se e isso já faz muito tempo, um sistema de beleza mundial onde a sociedade determina o que é bonito e o que é feio. Essa determinação existe desde a época das cavernas, e foi passando com o tempo.

Se você está andando pela rua, é inegável que sempre que você vê uma pessoa muito bonita você vira o rosto, ou fica olhando, mas se é uma pessoa feia você até se assusta. Está certo falar que eu estou falando disso mas eu posso me incluir nessas “estatísticas”. Existe um certo padrão de beleza hoje em dia: não muito magra, mas também não muito gorda, cabelo bonito (principalmente liso), rosto se muitas imperfeições e etc.

Eu não acho que é errado criar-se um padrão de beleza, até porque se todos fossem iguais ia ser muito ruim,certo? Imagine-se olhando para o lado e ver todas as pessoas iguais a você. É por isso que existe a vaidade. Cada um quer ser mais bonito que o outro, cada um quer conquistar mais pessoas.

Depois de falar sobre o gosto entre pessoas eu vou falar sobre o gosto musical. Concordo com várias pessoas que falam que gosto não se discute, mas venhamos e convenhamos que tem pessoas com um gosto muito estranho mesmo.

O que hoje toca nas rádios a meu ver é muito estranho. As rádios não querem saber de qualidade, querem saber de ibope. E são sempre as mesmas musicas, os mesmos estilos e sempre a mesma batida, principalmente no hip-hop. Eu não gosto de hip-hop, tenho uma banda de pop/rock, e eu não consigo imaginar-me tocando uma musica estilo Ne-yo.

O que são essas músicas de hoje? O que pode dar na cabeça de alguém para dizer que Créu é musica? Um cara que escreve créu repetidamente não pode ser um bom músico. Funk é uma coisa muito chata musicalmente, as letras não são nada menos do que simples apologias ao sexo e a outras coisas. É claro que isso é muito relativo, existem bons funks, mas a maioria é uma bosta.

O que eu vejo são as pessoas cada vez menos ouvindo músicas brasileiras que no passado eram famosíssimas, veja um exemplo: Cadê o Titãs? Cadê os Paralamas do Sucesso? Parece que elas estão cedendo espaço para novos músicos, o que parece ser bom, mas parece que esses novos músicos não têm competência para atingir um nível musical tão alto quanto as das bandas das antigas. Veja a letra de epitáfio, enquanto houver sol e depois veja a letra de paraíso proibido, de V.I.P do forfun, elas são muito ruins (as letras porque eu adoro as musicas).

Espero que um dia desses apareça uma boa banda que passe uma boa vibe e que também seja boa musicalmente. O engraçado é que eu já achei uma, é a banda “Alma d’jem” que é brasileira e tem uma musica que eu amo que é a “passos pela rua”, perfeita a letra e a música.

Eu não vou falar das músicas estrangeiras nesse post, talvez em um próximo, comentem que só assim virão os novos posts.

Beijinhos,

Texto produzido por Gabriel Medeiros

Influência da Midia na nossa vida

•agosto 17, 2008 • 1 Comentário
Crianças vendo Televisão

Crianças vendo Televisão

A influencia da midia nos dias de hoje é muito grande. Ela vem junto com a globalização, tranzendo seus males e coisas boas. Quem que nunca viu um tênis ou roupa na televisão e quis comprar um igual? Quem que nunca teve vontade de ser igual a um ator ou personagem de novela? A midia nos influencia diariamente e diretamente sem que a gente perceba.
A mídia nos controla de uma maneira que nos faz parecer robôs humanos, a mídia mais diretamente a televisão escolhe o que vestiremos, sobre o que falaremos, qual candidato apoiaremos. Isso tudo faz parte de um sistema sócio-econômicos que você nasceu nele e não há saída, o neo-capitalismo nos criou de uma maneira em que o importante é consumir, mesmo sem saber o que estamos consumindo.
Um exemplo de manipilação é nas épocas de eleição, dá para perceber claramente quem a emissora de TV está apoiando. Eles simplesmente mostram coisas rídiculas que o candidato oposto fez, fazendo-o apoiar o candidato que eles querem. Essas semanas eu fiquei indignado ao ver um jornal na televisão em que mostrava as olimpíadas na China, mas eles apenas mostravam as coisas ruins que existem na China, e aí foram mostrar o vídeo para a candidatura do Rio para as olímpiadas de 2016. Engraçado que eu não vi nenhuma favela, nenhuma pessoa mal vestida ou algum morador de rua, impressionante, né?
O que você tem que fazer é tentar não cair às tntações da TV, forme sua própria opinião das coisas, sempre tente ver os dois lados de uma situação, pense antes de agir, ás vezes ver diferentes canais pode mostrar diferentes pontos de vista de um mesmo fato.
Pense sobre isso e comente!
Beijinhos e até a próxima.

Consumismo: Vida x Dinheiro

•agosto 17, 2008 • Deixe um comentário
Consumismo, Honey

Consumismo, Honey

E se você soubesse que aquilo que você veste foi produzido através do trabalho escravo? Você se importaria? Quer dizer, você deixaria de usar as suas belas roupas porque se preocupa com as pessoas que estão sendo exploradas?

Eu resolvi escrever esse texto porque algo tem me incomodado muito nesses últimos dias, e eu queria compartilhar com vocês, e ver se alguém se propõe a nos ajudar a arrumar uma solução.

Depois de um seminário de geografia sobre imigração e depois de conhecer as roupas feitas de garrafa pet, eu não consigo mais vestir uma roupa, por mais simples que ela seja sem pensar nos bolivianos.

Então você me pergunta: “O que tem os bolivianos?”

E eu respondo: Os bolivianos trabalham nas fábricas de roupa, lá em São Paulo, na maioria das vezes os seus patrões são coreanos muito preocupados em ganhar dinheiros e que nem se importam nem um pouco com as condições de (sobre) vida dos seus “funcionários” (seria mais adequado chama-los de escravos); os bolivianos trabalham e moram no mesmo lugar; vivem trancafiados e não podem nem mesmo ver a luz do sol! Ganham aproximadamente R$30,00 por mês, caramba, são TRINTA REAIS, ele passa o mês inteiro com isso, enquanto você gasta a mesma coisa quando vai ao shopping. Eles ganham R$0,50 numa blusa que você compra a R$35,00, isso é justo? Um ser humano explorar outro pra ficar rico é justo? Eu não acho que seja, e não entendo como alguém pode se sentir feliz e satisfeito com o seu dinheiro sabendo que pra isso ele teve que submeter outras pessoas a doenças, a miséria, a tristeza. Não dá pra entender, não dá pra se conformar!

Pode ser até que você pense que se os bolivianos não forem explorados os preços subiriam muito (o que de fato não justifica), mas não, isso não aconteceria. É possível dar um salário para os trabalhadores sem nem alterar os preços dos produtos, mas diminuiria muito o lucro! E é claro que ninguém está se importando com a condição de vida do outro, o que importa é o próprio bolso…

Você acha isso certo? Você acha mesmo que é melhor continuar comprando, comprando e comprando, ficando cada vez mais lindinho, cada vez mais arrumadinho, fazendo sucesso nas festas por causa das suas roupas, mesmo que pra isso centenas de homens e mulheres sejam escravizados? Pense nisso, pense nas coisas que você consume, somos nós que podemos mudar as coisas, nós somos o futuro e nós podemos mudar o mundo.

Se você quiser conhecer as roupas feitas de garrafa pet também: www.cicloambiental.com

Preconceitos

•agosto 17, 2008 • Deixe um comentário
Sacanagem com o pintinho.

Sacanagem com o pintinho.

Agora eu vou escrever sobre algo sério e que está em todos: preconceito. Bom, o preconceito está em todo mundo, mesmo que alguem diga que não é, ela tem seus preconceitos, sejam eles raciais, monetários e etc. Sabe, em uma conversa cabeça com a Carol ela me falou uma coisa muito sábia:
“Todos tem preconceitos, o que poucos sabem é lidar com eles”, ou algo do tipo. Eu concordo, acho que todos deveriam ser um pouco mais tolerantes, como eu por exemplo estou começando a ser, tente não ver os pontos negativos da pessoa, veja sempre os positivos, elogie-a, acho que isso ajuda um pouco.
Lidar com seus preconceitos é algo difícil, mas não é impossível. Eu posso servir de exemplo. Quando eu tinha 11 anos eu era um garoto muito, e coloca muito nisso, idealista. Achava que era completamente errado ser homossexual, achava errado a pessoa destruir seu corpo e sua vida com drogas sendo elas proibidas ou não. E com essas pessoas eu nem olhava. Não gostava delas, pra mim eram como bichos. Mas aí eu comecei a aprender com a vida e acho que agora eu consegui tolerar o meu idealismo preconceituoso, hoje em dia eu até falo com eles. Eu ainda tenho meus idealismos mas eu desisti de tentar impô-los de qualquer maneira para outro indivíduo. As vezes não é você, que muda o mundo ( do jeito que eu queria fazer) mas é o mundo que muda você ( a pessoa que sou hoje).
Pense nisso, pense que uma pessoa que você esnoba hoje pode ser sua unica ajuda no futuro. Deixe a vida rolar, abra mais a mente, seja mais liberal e feliz.
Esse texto ficou muito diferente dos que eu escrevo.
Eu gostei! COMENTEM que sairão mais textos.

Eragon, O livro

•agosto 17, 2008 • Deixe um comentário
Livro Eragon

Livro Eragon

Eu estava pensando e tentando lembrar de um trecho de “Eldest” que eu gosto muito e tentando encontrar algum tema para o próximo post então pensei: “Por que não falar de Eragon e Eldest?” e aqui estou eu.

No meu aniversário eu ganhei Eragon (o livro), li as primeiras páginas e dormi, então desisti de ler.😀 Até que um belo dia eu estava mofando na casa do meu tio e resolvi assistir Eragon (o filme) que ia passar em algum daqueles canais fechados.

Ok, eu acho que todas as pessoas que vão ler isso devem achar o filme meio bobo e tudo mais; só que eu adoro elfos (adoro mesmo), adoro poderes mágicos, adoro dragões e cavalos e o meu sonho sempre foi ser uma guerreira que passava meses andando por florestas, rumo a algo que só eu poderia fazer e salvar o mundo! Ta, na verdade a coisa que eu mais gosto disso tudo é a luta de espadas, eu adoro *-* (eu assisti todos os dvds da casa das 7 mulheres, que a minha mãe comprou sabe-se lá porque, só por causa das lutas). Por tudo isso, o filme me deu vontade de ler o livro. E eu li, haha, e achei superlegal, se você não leu, deveria ler!

O livro é sobre um menino (Eragon) de 15 anos que encontra uma pedra azul e mais tarde descobre que é um ovo de dragão, do ovo nasce a Saphira e graças a esse dragão ele se mete em uma confusão enorme e se torna o único cavaleiro de dragões e aquele que pode livrar todo o reino do rei tirano Galbatorix. Falando assim parece meio infantil, mas é muito interessante e você pode perceber vários trechos que se encaixariam perfeitamente com a vida real. Não estou querendo dizer pra você esperar que um dragão e o seu cavaleiro venham nos livrar da violência urbana ou da corrupção, estou querendo dizer que é possível extrair lições do livro que podem te tornar uma pessoa melhor, mas pra mim isso fica mais claro no segundo livro (Eldest)

Eldest é melhor que Eragon, fala mais sobre os elfos e os tornam mais encantadores (aos meus olhos), além disso tem as aulas com o Oromis (O imperfeito que é perfeito) que são realmente boas e tem várias das lições que eu já falei. E claro, tem mais luta. *-*

Leia a Trilogia da Herança, ;D

Beijinhos!

Primeiro Texto da Carol

•agosto 17, 2008 • Deixe um comentário
Nem precisa explicar né?

Ou Eu supostamente deveria estar escrevendo um texto de apresentação, onde eu supostamente deveria ter escolhido um primeiro tema para falar a respeito e onde supostamente as pessoas estariam me conhecendo um pouco.
Pois bem, eu não consegui encontrar um tema.

Quer dizer, existem duas coisas nas quais eu tenho realmente pensado nos últimos tempos: a primeira não tem espaço para ser discutida aqui (digamos que seja pessoal demais) e a outra é Beatles.
Até que falar sobre Beatles seria algo interessante, mas a maioria das pessoas já sabe algo sobre eles, já que não é algo novo, né? Tudo bem que depois de ler um livro de quase 900 páginas sobre eles (mentira, eu ainda não terminei de ler) você acaba sabendo mas do que aqueles que não leram algum livro desse tipo.

Eu ainda não cheguei na parte do livro que diz como e porque o John Lennon parou de ser um homem transtornado, bêbado e violento para se tornar o pacifista que todos nós conhecemos (claro que tem aquilo dele ter conhecido a yoko ono e bah). Não estou querendo dizer que ele concordasse com a guerra e tudo mais, só estou dizendo que ele era superagressivo e nem um pouco gentil com as outras pessoas.
Bem, não sei porque eu comecei a falar do John Lennon, ok, eu adoro ele (e acho que ele era lindo, u.ú) mas o meu favorito mesmo é o Paul, não que isso não seja comum, o Paul é o favorito de quase todos que se importam em pensar qual é o seu favorito dos Beatles.

É só isso então, eu prometo que vou pensar em algo que não seja Beatles para o próximo post.

Beijinhos!

Greek e Plain White T’s: Combinação Perfeita

•agosto 17, 2008 • Deixe um comentário
Foto dos atores de Greek

Foto dos atores de Greek

Aeae, meu primeiro post sem ser o de bem vindas. Bom eu vou falar sobre o seriado mais perfeito do mundo: Greek. *-*. Realmente esse seriado vem criando uma legião de fãs no Brasil. Bom vamos falar SOBRE greek. Greek é um seriado ( 3ª vez que eu escrevo seriado) destinado para adolescentes. Ele conta sobre a história de um grupo de estudandes de faculdade que entram para fraternidades. Cada um na sua. Existe a velha rixa de um garoto com outro por conta da ex-namorada. Tem a vilã que fica com os namorados da protagonista. Bom, é um seriado clichê mas é muito bom.
Agora vamos falar de minha banda predileta: Plain White T’s. Amo³ de paixão. Todas as musicas são boas. Bom, a mais famosa deles é a Hey there delilah, que faz parte dos 3 álbuns deles. É uma musica só no violão. Muito bonita por sinal. Eles tem um estilo puxado para o rock/pop/comercial romântico. É o tipo da banda que te faz viciar quando se ouve “Our Time Now” uma balada perfeita e “So danm Clever” que chama a atenção pelo ritmo e pela letra. Ouça plain white t’s, você vai gostar com certeza. Bom um detalhe: eles são a banda propaganda de greek. Todo episódio eles tocam. Juntaram as duas melhores coisas do mundo.
Acho que já passei do limite e você deve estar de saco cheio de ler esse treco enorme. Bom eu vou procurar sempre trazer novas bandas para vocês conhecerem!
Beijinhos!

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.